sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Brisa leve de dor


Uma brisa leve de dor me instiga
Nesse momento
sofreguidão
Mas não posso deixar a chama morrer dentro mim
Vivo disso
Nesse momento
Estou trancafiado no meu quarto
Janela fechada
No player, Anathema
Muita introspecção
Num poço profundo
Espero que uma ideia brote no meio desse nevoeiro todo
Alguém me chama na tela do computador
Pergunta se me interrompe
Respondo que não
Pede para ver o resultado final desse efêmero
Amortecimento de vida
Digo-lhe que espere
Mas garanto que lágrima alguma trilhará minha face
Lá fora o sol anuncia o final de mais um ano
E eu deveria estar revendo todos meus feitos
Mas não quero nada disso
Quero me esconder
Me entocar
Me iludir numa ébria confusão de sentimentos afins
Deixar o player rolar e rodar, rolar e rodar...
Doces palavras não amenizam esses dúbios sentimentos
É como se houvesse uma culpa, maldita, insana, injustificável
Pairando sobre meu ser
Me desfazendo
Me decompondo
Me maltratando
Me alimentado
E dessa energia sangrenta de mal fluídos
De cinzas esgotadas do fracasso
Faço dos maltrapilhos pensamentos
Um momento de entrega total
Num orgásmico panteão de devaneios translúcidos
Cerrando asas chamuscantes dos anjos que se desesperam ao meu lado
Bebendo do vinho encarnado junto aos demônios embriagados
Solitários em seu pranto infinito de negação
Me dizendo que cada momento de infortúnio
Também é vívido de paixão!
Na tela do computador outro chamado, o player ainda toca
O som me conforta e apenas agradeço
Por estar ao meu lado
Curtindo esse poço enlameado
De pura solidão
Agora termina a música, começa a busca
Por algo sorridente
Não sou tão forte sozinho
Sou feito de diamante bruto
Preciso ser lapidado
Mas cada movimento
Rumo à perfeição
Machuca meu coração selvagem
Minha natureza indistinta
A tinta da minha alma
Sem querer misturo os versos
Na tela do computador
E suspirando aliviado
Vejo minha dor dando adeus
Acenando róseos dedos
Sei que voltará
E estarei pronto para me reencontrar...
Wagner Fonseca, 30 de dezembro de 2010
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

4 comentários:

  1. seguindo seu blog vlw !

    www.destakgames.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Muito bonito e coerente do começo ao final.

    ResponderExcluir
  3. Sou dado a esse tipo de arrebatamento, contudo ao contrário do autor não consigo traduzir em palavras...

    ResponderExcluir