sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Amar e Errar



Seres humanos são quase completos, mas nem precisam ser. Nossos sentimentos mostram-se como leis, que se expressam como desejos.
Amamos porque é bom. Amamos por necessidade. Amamos por prazer e Amamos até por medo. Amar é bom quando não é um amor eterno. Porque um amor eterno torna-se um empecilho. Amamos por prazer. Paixão! Boom! E renunciamos a nós mesmos em nome de um friozinho na barriga, em nome de um toque que causa arrepios, em nome de um sorriso que dispara o coração. Esse é o primeiro sinal da doença. Ora, não dizem por aí que o Amor é uma doença que não tem cura? Tanto é que deixa algumas pessoas cegas...Tantas renúncias para se acabar doente...
E o amor torna-se necessário. Já não se consegue caminhar com as próprias pernas, olhar com os próprios olhos, viver a vida a sós. Então começam as confusões: são beijos ou desculpas? Carícias ou reprovação? Sexo ou obrigação? Analogias tão inexatas, mas o que há de exato no amor? Coisas corriqueiras, gestos banais, aquela posição audaciosa do Kama Sutra, encontro com os amigos dos velhos tempos para matar a saudade com churrasco e cerveja, e até momentos em que sempre um prefere ficar só. São coisas que completam o amor por necessidade.
Amamos por medo e com medo. E às vezes o maior medo é errar. Confusão novamente. Até hoje não se provou a impossibilidade de se amar mais de uma pessoa ao mesmo tempo. Mesmo que seja algo rápido. Atração? Será que a atração leva tanta gente a "pular a cerca", burlar tantas e tantas juras de amor? Juras feitas a um Amor, em nome de um Amor que começou pela atração. Atração, então, traição?! Dizem que quem deseja já cometeu um "erro"... E aí começa o auto flagelamento.
Amar por medo é ter medo. Mas errar pode significar um novo recomeço. O erro pode ser aquilo que faltava para mostrar que o Amor quando é bom não precisa ser eterno, e é eterno enquanto dura e dura porque se sabe que é eterno! Afinal, mesmo aquilo que guardamos lá no fundo do coração continua dentro do coração. Nunca esquecemos do primeiro beijo com uma pessoa que hoje nem ousamos falar o nome. Mas ele está lá, o beijo. Dizemos que aquele romance foi a pior coisa de nossa vida, mas cá pra nós, teve ou não teve bons momentos?
Precisamos amar, ou melhor, nem precisamos. Já amamos sem perceber. Porque sabemos que é bom Amar. Amamos sentir prazer num gozo físico que ultrapassa os limites do espírito. Temos medo porque errar nos aparece como alternativa a nossa necessidade de Amar. Ou como diria o Raul: quem gosta de maçã sempre irá gostar.
Wagner Fonseca - 05/04/05   

Segue abaixo um vídeo que montei em fevereiro de 2009 com uma música de um amigo:    

      

video

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

9 comentários:

  1. Tenho certeza que este texto poderia ter me tocado mais profundamente, mas sou eu quem não está num momento pra pensar amor... De qualquer forma, vc escreve muito bem!! Parabéns!


    Não pude assistir ao vídeo, pois estou sem caixinhas de som aqui.
    visite meu diário qnd quiser: http://joicerodrigues.zip.net
    O Diário sem Chaves

    ResponderExcluir
  2. caraca meu, vc com maior cara de roqueiro falando de amor assim kkkkk
    texto otimo..parabens o/

    http://tabernadoviking2.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Obrigado wagner por seguir e linkar o nosso blog, estamos te segindo e seu banner será adcionado em nossa pagina amanhã, pois nesta data acontecerá a próxima atualização.

    obrigado
    Grupo circulo de fogo
    esse blog é muito maneiro!

    ResponderExcluir
  4. muller...
    roqueiros tbm amam...rsrsrsr

    Joyjoy..vou lá...

    Circulo de fogo...vou tentar seguir novamente!

    ResponderExcluir
  5. Ñ CONSEGUI COLOCAR TEU BANNER...
    COLOQUEI APENAS O LINK, ME ENIE O CÓDIGO ATUALIZADO PARA:
    circulodfogo@bol.com.br

    EQUIPE CIRCULO DE FOGO

    ResponderExcluir
  6. Engraçado, cabei de comentar outro post em um blog que também falava sobre errar...é o assunto do dia.
    Mas sinceramente acredito que os erros fazem parte do aprendizado, não podemos evitá-los. Ninguém vive uma vida só de acertos, precisamos evoluir e os erros nos ajudam a repensar nossas ações. O importante é cuidar para não comenter o mesmo erro repetidas vezes, aí não dá né?
    Se ficarmos com medo não viveremos o amor com toda intensidade e não aproveitaremos os momentos e isso sim é uma grande erro.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  7. Hoje em dia amar é fácil, poucas pessoas sabem o verdadeiro significado desse sentimento, infelizmente...

    ResponderExcluir
  8. Amor é bem subjetivo...
    Gostei de trechos de sua definição.

    isso aí
    abç
    Pobre Esponja

    ResponderExcluir
  9. Amamos por tudo, querido. Amamos até para ser amados. Gostei do seu texto, parece mostrar um sentimento guardado - intacto - por você.
    Boa tarde e obrigada pela visita.

    ResponderExcluir